sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

MINHA TRILHA SONORA

Sobre a minha relação com a música, já lhes asseverei que sem música a vida seria um erro... Bem, esse é Nietzsche. Mas me cabe bem.

No começo de agosto de 2007 contei-lhes que eu me via inundada com uma pletora de idéias, sensações e sentimentos. Idéias, sensações e sentimentos que não conseguia traduzir em palavras. Mas que aos poucos, e nas formas mais insólitas, essas palavras iam me aparecendo – tantas vezes na forma de letras de canções. Assim foi com “com palavras não sei dizer”, assim foi com “dó de mim”.

Existe algo mágico aí, não? Nessas palavras que se fazem acompanhar de melodias? Pensem nas marchinhas de carnaval, pensem na leitura da Torá, pensem em como vocês conseguiram memorizar suas tabelas periódicas.

Apesar do meu bloqueio em me expressar em palavras, apesar de eu ter ficado dois meses sem bloggar, nesse período, por conta dessa magia, passei a deixar, no meu scrapbook do orkut, minhas recomendações de trilha sonora. Um pequeno texto sobre uma canção que estava ouvindo – então ou mesmo em 1977! –, acompanhado do seu áudio ou do seu vídeo.

A esse delicioso e terapêutico exercício dei o nome de MINHA TRILHA SONORA. Passo a praticá-lo aqui também!

3 comentários:

lib disse...

preciso te enviar minha trilha sonora do despertencimento. me dá teu e-mail? :)

Lúcia BL disse...

Resposta:

essa é a musiquinha polonesa? então manda a tradução também!

beijo!

Alberto Pereira Jr. disse...

a vida é música...
vai do suave som de uma flauta aos compassos mais agitados de uma bateria...

amo música.. sempre estou cantarolando alguma coisa.. é mágica!