quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

QUEBROU, NÃO TEM MAIS JEITO

Para a Eliana, nesse fim de semana faremos uma viagem de navio. Para mim, farei a maior prática de desbloqueio de toda a minha vida – the mother of all unblocks. Viajar de navio – nunca estive num navio, e sinto náuseas até em automóveis. Estar cercada por um monte de gente o tempo todo – chega uma hora, já lhes contei, em que eu preciso estar só. Estar sob o sol, num calor de mais de 30 graus – isso, já lhes contei também, pode chegar-me como um convite à irritação. Estar cercada por uma energia "woohoo, galera!", numa rave em alto-mar – sou mais contida, acho, e funciono melhor em situações intimistas ou em cenas alternativas.

Sim, tenho ainda outros bloqueios com os quais não lidarei nesse cruzeirinho. Mas, e parafraseando New York, New York, if I can make it in this boat – I can make it anywhere. Além do mais, estou convencida de que todos os meus bloqueios se encontram no bloqueio que experimento aqui e agora. E todos os meus bloqueios se quebram no bloqueio que quebro aqui e agora.

E bloqueios são como pátrias, famílias, religiões – e preconceitos: Quebrou não tem mais jeito.

9 comentários:

Marcelo Pavan disse...

Vai voltar desse cruzeiro ainda melhor. You go girl!

Gui disse...

Qualquer coisa, chame o comandante!

Anônimo disse...

Vc é a última pessoa que eu imagino numa balada dessas. E quando o navio estiver balançando em altomar? Você vai dizer I'm high but I'm grounded como na figurinha ai do lado?

Rosane Buk disse...

Pois ,em verdade vos digo a vida é perder virgindades, uma atrás da outra.Algumas a gente deve preservar, outras não. Duro é saber qual é qual e o momento certo,mas só experimentando mesmo é que se aprende.
Estou curiosa sobre a viagem, escreve contando que a gente lê...

Se tiver tempo, leia meu blog, tá? E deixe comentário, sem comentário,não dá pra saber se leu:
blogdarosaneluzbuk.blogspot.com

Lúcia BL disse...

Respostas:

marcelo e gui: weeeeeeee *\o/*

anônimo: não sei o que eu vou dizer quando o navio estiver balançando em alto-mar. resolvo lá e então. por ora digo, também como alanis: i've got one hand in my pocket, and the other one is giving the peace sign!

rosana: fiquei muito feliz com a sua visita e esse comentário tão sábio. vou ler o seu blog com toda a atenção que você merece.

Too-Tsie disse...

ADOREI a frase que diz que a vida é perder virgindades!
Verdade absoluta!!!
Perca essa Lucia! E abuse dos cítricos, limão, laranja..Dizem que ajuda no enjôo.
Eu adoraria experimentar um cruzeiro, mas sei que não será com o namorado, ele já foi e odiou, se sentiu muito preso.

YOU GO GIRL! (x2)

Alexandre Lucas disse...

Vamos quebrar todas as cadeias ;)

ludo diniz disse...

Nunca fiz um cruzeiro, mas como adoro
mar, acho que iria adorar.
Eu só sei que voltaria bem gordo viu.
Gente imagina 3, 5, 7 dias sem fazer nada, só comendo, bebendo e comendo.

Alberto Pereira Jr. disse...

é isso ai Lúcia! Viver também é desafiar a si mesma e superar bloqueios e limitações.

"'energia "woohoo, galera!'"..nihuem merece.. hehehehe