domingo, 2 de março de 2008

ENSANDECENDO BRITNEY SPEARS

O trabalho do paparazzo brasileiro Filipe Teixeira consiste em, das quatro da tarde às quatro da manhã, montar guarda na porta da casa de Britney Spears em Beverly Hills (ou do hotel onde ela passa tanto do seu tempo) e seguí-la aonde quer que seja. Há cerca de trinta paparazzi, Mr. Teixeira conta-nos em entrevista à revista Quem, que se dedicam integralmente ao cotidiano da ex-princesa do pop. Segundo matéria de Vanessa Grigoriadis na Rolling Stone de fevereiro, a cada dia pelo menos cem paparazzi, repórteres e editores de fofoca seguem Ms. Spears, buscando registrar quaisquer de seus gestos em imagem ou texto.

Não conheço, entre eu e as pessoas do meu convívio, uma única que não ensandeceria se perseguida o tempo todo por um bando de gente. Aliás, já presenciei algumas perderem o eixo porque se viram assediadas por alguns minutos por uns poucos pernilongos. E esse, er, collective stalking é apenas um dos estressores da menina que começou a freqüentar concursos de beleza aos três anos de idade, da mulher cuja dor e tragédia hoje fazem a delícia da sociedade do espetáculo.

Quanto mais constrangedora ou bizarra a imagem que o paparazzo registra, sabemos, maior o seu valor no mercado de tablóides. Mas parece que mais uma foto de Ms. Spears sem calcinha, ou com a calcinha manchada de sangue menstrual seria, er, old news: A foto-troféu do momento, revela-nos Ms. Grigoriadis, é a do seu corpo embalado num saco, a caminho do médico-legista.

De que estamos diante? Tenho aqui as minhas reflexões, as quais compartilharei com vocês em breve. Por ora sugiro que assistam ao vídeo da canção Everytime, que Ms. Spears gravou em 2003, no auge do seu reinado pop. Ali e então, imagens onde Ms. Spears aparece por vezes letárgica, outras colérica, por fim angustiada; agredindo paparazzi, fãs, seguranças, seu namorado; suicidando-se numa banheira para, explicou-nos depois a cantora, reencarnar-se num bebê – essas imagens eram pura ficção.

4 comentários:

Too-Tsie disse...

Eu tenho um pouco de dó da moça, tirando sua falta de vocação para maternidade e do seu fraco potencial vocal.
Mas ela é bem burra, a cada exposição a coisa fica pior, fique em casa! Peça delivery de tudo, roupa, comida, homens. Faça suas festas em casa também.
Não para sempre, mas até que apareça um novo target.

Parece que no fundinho, ela gosta de toda essa atenção.

Gui disse...

Concordo com o tootsie: há uma certa vontade por tudo isso, que continua alimentando essa industria louca.
Claro que não há como não enlouquecer, mas com certeza ela ainda possui um mínimo de juizo pra saber o que deve ou não fazer. E mesmo assim não tá nem aí.

The Legendary Ms Britney Spears, ja diz a musica.

Lúcia BL disse...

Resposta:

meninos, me ajudem aqui porque até eu ler a matéria da rolling stone eu não estava acompanhando essa tragédia em que a vida da britney spears se transformou.

pelo que entendi, ela não faz mal a ninguém, a não ser a si mesma. com duas exceções: ela dirigiu com o bebê no colo, e quebrou o carro de um paparazzo com um guarda-chuva. e talvez ela pudesse ser um pouco mais, er, econômica com o uso das palavras bitch e fuck ao falar com as pessoas.

houve mais alguma coisa?

beijo enorme

Mans disse...

isso sim que é viver à sombra de alguém... deixe-a em paz!
hahaha

bjo
bjo

lembra de mim?
turma do carinho!