domingo, 15 de junho de 2008

ET VOILÀ TON JARDIN!

Veja, Kátia. Não fui acometida por uma crise de preguiça, por bloqueios generalizados, como me ocorreu no ano passado, ou mesmo por writer’s block. Se eu falasse aqui da vida alheia, imagino que sempre sairia como o som de Tim Maia, sem grilos de mim. Mas como falo da minha própria, e de coisas densas da minha própria, por vezes esbarro – não sempre numa crise de preguiça, em bloqueios generalizados ou mesmo em writer’s block. Por vezes esbarro – melhor, perco-me no universo de possibilidades de como narrar uma experiência.

Sim, porque os meus queridos leitores não vêm aqui em busca de novidade, de informação. Os meus queridos leitores já sabem que esta blogueira, embora nascida sob o signo de Áries, não quer chegar antes. Os meus queridos leitores já sabem que esta blogueira, embora nascida no ano do Coelho, não tem pressa, muita pressa. Os meus queridos leitores vêm aqui em busca de experiência. Da minha experiência onde, vai saber como, os meus queridos leitores enxergam as suas próprias.

E são muitas, e muito ricas, as experiências das últimas semanas. Estou utilizando as novas descobertas da neurociência para tornar mais doce, divertida a aprendizagem das crianças na minha roda de leitura. Aperfeiçoei algumas das minhas técnicas gastronômicas – como a de caramelização do aceto balsâmico. Apresentei aos magos do engenho & arte na Melissa-Grendene, com sucesso, certos, er, conceitos de experiência sensorial no pós-venda. Estou ajudando a administração do condomínio onde vivo a limpar o seu entulho autoritário. Estou explorando (as dores) e a delícia de trabalhar com comunicação social. Passei pela dor, às vésperas da Parada Gay, de lidar com a parada cardíaca do meu cachorrinho Clio. Estou, como diria Max Weber, buscando comprovação de que sou parte do povo eleito – entre outras coisas, participo do concurso de contos do Estadão. O meu grupo de desenvolvimento pessoal no ISH, após proposta de dissolução, avança um bocado na direção de entender, trabalhar e melhorar o intento. Salvei a fase UOL do Religare! de um inexplicável desparecimento virtual.

É. Este blog está fora do Chronos da novidade, da informação: Este blog está no Kairos da experiência. Mas nem todo mundo vêm aqui em busca de experiência. Muitos vêm aqui em busca de Yeshua ben Yosef – que, como sugiro em YESHUA BEN YOSEF, é o nome verdadeiro de Jesus de Nazaré. Sobre isso falo em seguida.

5 comentários:

BHY disse...

Senti saudade lá, no último link deste post só para confundir a falta que seus textos fazem. Uns textos retalhos que viram colchas que não esquentam demais, nem deixam de refrescar. Isso é saudade.
;-)

Alexandre Lucas disse...

Viva seu tempo. As palavras vêm sempre na hora certa.

Boneca falante disse...

meudeeeeeeeeus
o clio teve uma parada cardíaca???
ele está bem?
bjs

Anônimo disse...

pq vc deu esse título a esse post? kd o jardim? beijo

Sergio Renato Bacellar disse...

Olá,

Estive pesquisando o termo religare e cheguei até vc. Aproveita e acessa o religarecafe.blogspot.com. Creio que podemos ter o que trocar.

bjs e parabéns!!!!